2.12.15

Blogosfera || O erro mais constante de um blogger

Quem conhece este blogue desde o início certamente se lembra de como eram os meus posts iniciais, curtos com aproximadamente uma linha ou duas. Simples, discretos, fáceis de ler e com bastantes comentários. Comentários esses que não passavam de um "adoro" ou "identifico-me", comentários monossilábicos que para quem estava a começar um blogue anónimo na altura serviam bastante bem. Mas a verdade é que temos de evoluir, e ao longo dos tempos, só me questionava "Mas a minha opinião sobre X assunto é só de uma linha? De uma frase completamente desinteressante? Que raio de blogue tenho eu? Um blogue monossilábico?". Foi aí que me atingiu, foi aí que percebi realmente a blogosfera, os leitores, os bloggers, enfim tudo. Enquanto bloggers, devemos escrever aquilo que realmente nos vai na cabeça e no coração, sem limite de palavras, sem limite de caracteres e muito menos com o medo que o feedback não seja tão grande como se o post tivesse um linha. Enquanto leitores, claro que um post de uma linha é tão mas tão mais fácil de ler, mas o quê que esse post de uma linha contribuiu para a tua sabedora? O quê que esse post te fez pensar? O quê que te ensinou? Pois bem, a blogosfera está pensada para isso mesmo para os posts com uma ou duas linhas terem mais comentários e mais visualizações, sempre foi assim desde que me lembro. Mas a verdade é que temos de mudar isso, temos de mudar o básico. Quantos posts grandes me fizeram ter outra perspectiva completamente diferente do mundo? Quantos posts grandes me ensinaram tanta, mas tanta coisa? A resposta é muitos. Eu evoluí, apercebi-me que temos muito mais para dar do que uma simples frase num post, a nossa mente é muito mais evoluída do que isso.


30 comentários:

  1. Tens toda a razão, concordo completamente contigo. É verdade, eu também cometia esse erro quando comecei. E hoje em dia leio posts antigos meus e penso "que raio é que eu queria dizer?" ou "pera vou editar o post porque isto não tem jeito nenhum" mas depois penso, bem foi assim que eu evolui, e é por isto que se calhar as pessoas gostam de realmente ler o meu blog - porque eu evolui. Faz parte do nosso percurso como blogger, acho eu.

    ResponderExcluir
  2. Por acaso, acho que eu sempre tive dificuldade em fazer publicações só com uma ou duas linhas. Às vezes claro que sai uma publicação mais curtinha mas tenho sempre tendência a escrever coisas maiores e apesar de demorar mais tenho a certeza de que há textos grandes que dizem muitas coisas que precisamos de ler. Claro que há aquela ideia de que se escrevermos algo grande ninguém lê tudo mas se temos coisas para dizer que ocupam mais espaço por que raio não havemos de o fazer?

    Posto isto: "identifico-me" :p


    www.asofiaworld.com

    ResponderExcluir
  3. Eu tanto faço posts curtos como longos, mas os longos são sempre melhores, até porque é neles que nos expressamos melhor.

    ResponderExcluir
  4. Pois, os meus posts eram demasiado longos e com muito pouco espaço entre eles (aprendi há pouco tempo a fazer parágrafos com o máximo de 5 ou 6 linhas cada um) mas realmente o que estou a aprender a fazer é melhorar o número de palavras nos comentários dos outros blogues (a começar aqui neste). Enfim...

    ResponderExcluir
  5. Eu raramente leio os posts curtos... Eu gosto mais quando as pessoas dão a sua opinião, pelo menos é sinal que dão a mínima para quem está a ler o post.
    XX, Aqua

    O MEU BLOG

    ResponderExcluir
  6. Comentários como "adoro", "identifico-me" acho que são totalmente inuteis XD Não gosto deles logo não comento a menos que diga porque adoro ou porque me identifico. É isso que interessa! Eu não sigo blogs cuja técnica de uma só linha seja o seu modus operandi. É o tipo de blog que não me interessa e por acaso tenho gostado mais do teu blog, como está agora. Também estás mais velha, tens mais experiências mais opinião sobre o mundo, estas mais critica do que te rodeia e isso é de valor

    ResponderExcluir
  7. Há quem consiga dizer muito em poucas linhas e isso é ouro sobre azul, porque o pessoal não tem pachorra para grandes leituras.
    Eu não consigo dizer grande coisa mesmo em posts longos, quanto mais em poucas linhas... a minha capacidade de síntese é uma bosta. Tem dias então, que ando aqui à volta de um tema e só me saem "ques" e "porques". É tão irritante. eheheh

    ResponderExcluir
  8. Já falei tanto sobre este assunto que fico feliz por saber que existem mais pessoas com a minha opinião! Não faz sentido nenhum criar um blog para se limitar a fazer publicações de 1 linha, é para isso que existe o twitter, ora. Não digo que devam fazer testamentos, até porque depois ninguém os lê, mas há que saber encontrar o equilíbrio perfeito. Quanto aos comentários, subscrevo, e não me prolongo porque senão não saiu daqui haha.

    Ricardo, The Ghostly Walker.

    ResponderExcluir
  9. Eu tento ao máximo dizer tudo aquilo que quero com o mínimo de caracteres possível. Tanto porque somos treinados para isso na escola, como nos ajuda a "não enrolar a perna à rã", como se costuma dizer. Essa é mesmo a minha tendência, querer dizer uma coisa super racional e elaborada e, entretanto, desviar-me do assunto a meio do texto - e este deixa de fazer sentido.

    Como aluna de artes, tenho uma grande preocupação pela parte estética. Por vezes, perco mais tempo a elaborar um moodboard (que ultimamente tenho adorado fazer) que faça sentido - cores, elementos, temáticas -, do que propriamente a escrever um texto enorme e penoso.

    Contudo, entendo perfeitamente aquilo que queres dizer, até porque é verdade. Posts mais curtos tem mais comentários, porque são fáceis de ler e não requerem muito intelecto para responder. Enquanto mais longos e com um tema mais polémico - por outras palavras, com conotação social - são os menos visualizados, mas são também aqueles que de mais temos orgulho. Porque realmente tem impacto no mundo - pelo menos naquela pequena parte que podemos controlar.

    ResponderExcluir
  10. É muito mais fácil comentar um post com uma ou duas linhas porque bastam duas ou três palavras e pode-se passar à frente. Já um post longo dá mais trabalho para comentar porque acaba por exigir alguma argumentação.
    Eu concordo completamente contigo, aliás, acho que nunca publiquei nada assim tão curto porque não consigo transmitir aquilo que quero. Não condeno quem o faz, mas realmente a mim não me diz muito.

    ResponderExcluir
  11. Olá! :)
    Curiosamente tenho pensado imenso no que escreveste. O meu blog tem quase um ano e começou por ser, apenas e só, um blog de moda. Ultimamente tenho-me cansado disto! Não me identifico desta maneira... Claro que continuo a gostar de roupa (da minha forma ligeiramente peculiar), mas quero inovar! Quero escrever mais, quero dar opinião!
    Sempre que faço um post de roupa, mas aproveito para escrever algo mais que não só um 'estou a usar umas calças e uma t-shirt' quase ninguém comenta o que escrevi. E isso dá-me pena.... Mas comecei a arriscar e já escrevi alguns posts sobre outros temas do meu interesse e estou cada vez mais empenhada nisso! Se o feedback não for tão grande, paciência. Ao menos faço algo que gosto e que me preenche :)
    Gostei do teu texto! :)
    beijinho, Ana

    The Insomniac Owl Blog

    ResponderExcluir
  12. Completamente!! Tens mesmo toda a razão. Não temos que ter medo do limite de palavras. Só lê quem quer e quem tiver interesse. Não vale a pena ter um blogue pelo número de comentários, pelo número de parcerias etc. Na nossa opinião, vale a pena ter um blogue pela constante partilha de nós para quem nos lê, mas também muito pelo oposto. Aprendemos muito se nos deixarmos guiar pelo que a blogosfera tem para nos ensinar! :P

    ResponderExcluir
  13. Sabes que não podia concordar mais!

    ResponderExcluir
  14. Acho que nenhum blogue sem conteúdo sobreviverá muito tempo. Até pode começar assim, enquanto nos procuramos (nem todos sabemos bem que tipo de blogue temos até começarmos a escrever e a definir-nos), mas temos de evoluir senão não servirá durante muito tempo nem para nós nem para quem acompanha.

    ResponderExcluir
  15. Não acho que seja preciso um texto grande para que contribua para a nossa reflexão pessoal. Mas percebo o que dizes, e concordo que devemos exprimir o que nos vai na alma, sem medo ou vergonha.

    Beijinho *

    ResponderExcluir
  16. Pessoalmente, gosto de post que tenham mais conteúdo porque permite conhecer melhor a outra pessoa.

    ResponderExcluir
  17. Gostei do teu texto, não acho que seja necessário grandes textos para um bom post..depende do conceito do blogue, depende do conteúdo..existem imensas variáveis. Mas tenho de concordar contigo que muitas vezes esse posts recebem mais comentários por darem menos trabalho a ler do que os mais extensos. No entanto acho que existem leitores para tudo :) os que querem ver algo rapidamente e os que se gostam de embrenhar num blogue e fazer boas leituras.
    Eu faço posts com bastantes imagens e faço textos mais pequenos e sucintos..não por preguiça, mas porque acho que é o que resulta melhor no meu blog.. =) agora claro que se quiseres passar uma mensagem mais profunda são necessárias mais palavras do que apenas duas linhas.
    Beijinhos*

    Comecei a seguir-te ;) Faz também uma visita ao meu blogue e já agora fica a conhece-lo um pouco melhor e espero que gostes do que tenho publicado por lá...
    http://nuancesbyritadias.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  18. Concordo com o que descreveste. Inicialmente revia-me com o mesmo problema, pensando que escrevendo pouco é suficiente, quando tinha muito mais que dizer. Actualmente, escrevo o que quero, livremente, e se for caso, uma linha basta, não é necessário serem sempre textos enormes sem sentido e nexo. Em relação aos comentários, pessoalmente, penso que têm que ter conteúdo, um "concordar" ou "discordar", que se transmite no conhecer de uma outra opinião.
    Beijinhos!

    http://conversasnochadascinco.blogs.sapo.pt/

    ResponderExcluir
  19. O que aconteceu à A?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não faço ideia anónimo, mas de certeza que voltará! Don't worry!

      Excluir
  20. Concordo contigo em parte. Acho importante escrevermos aquilo que pensamos e sentimos sem ter medo que saia um texto gigante mas também acho importante sermos directos e precisos naquilo que queremos transmitir, sem andarmos com grandes voltas.. senão acaba-se por tornar um texto longo e "chato". Ainda existem muitos blogues em que num paragrafo dizem a mesma coisa mas com palavras diferente. Claro que cada um também faz o que quer do seu blog mas talvez por isso muita gente quando vê um texto enorme acaba por nem o ler e nem fazer qualquer tipo de comentário. Boa semana! :)

    ResponderExcluir
  21. r: Tinha sim senhora ahahah, obrigada por me avisares! :D

    The eyes of a Mermaid

    ResponderExcluir
  22. a maior parte dos meus eram sempre textos compridos ou quase compridos ahah , deve ser uma das razoes para não ter tantas visualizações. Eu acho que isso acontece porque ler post extensos cansa um bocado enquanto que como tu disseste, um post com duas frases é algo facil de ler...
    mas claro, devemos de publicar tudo o que querermos mesmo que isso nem sequer tenha muita aderencia por parte do publico!

    ResponderExcluir
  23. Como te entendo! Mas a mente humana é assim! Preguiçosa que doi!

    ResponderExcluir
  24. Concordo mesmo contigo! Vejo blogues que os postes se resumem a uma linha e tem imensos comentários e isso vez me pensar que os leitores têm preguiça de ler os postes maiores e tentarem compreenderem o q o blogger quer dizer e transmitir. E acho isso uma pena porque o q os bloggers têm de bom é que podem fazer a diferença com a sua opinião!!
    Adorei o post, conseguiste mesmo transmitir a mensagem que querias!

    ResponderExcluir
  25. No entanto às vezes uma frase diz tanta coisa e faz-me pensar sobre o trilião de coisas que estava a pensar no momento em que a escrevi...

    ResponderExcluir
  26. Sou sincera, ás vezes não consigo responder o que queria. Fico a pensar e a pensar e só faço um comentário curto. Mas tens razão também.

    ResponderExcluir
  27. Na minha opinião nem todas as publicações com uma ou duas linhas são desnecessárias. Acho que muitas delas têm muito a dizer! Precisamos é de tomar atenção.

    ResponderExcluir