12.3.16

Daniel Wellington and a goodbye


Quanto foi o meu espanto quando recebi novamente um e-mail da Daniel Wellington para uma nova parceria! Fiquei bastante surpreendida e bem, decidi aceitar! Clica no ler mais!

31.1.16

Querido João,


São raras as vezes em que me faltam as palavras e este momento é talvez um deles. Faltam-me as palavras certas para dizer ao mundo aquilo que ele devia saber sobre ti e que foste a melhor coisa que me podia ter acontecido. A verdade é que sem ti não sei como teria sobrevivido a tanta coisa, foste o meu suporte, a minha voz da razão, a minha sanidade mental até!


Hoje fazes 19 anos, sei que tens muitos planos, sei que tens muitos sonhos e sei principalmente que nunca vais desistir deles, porque se há alguém neste mundo com força de vontade e principalmente com ambição, esse alguém és tu. Claro que adoraria estar aí para te poder dizer tudo isto cara a cara, para festejarmos até cair e principalmente para te abraçar, porque os abraços de Julho 2015 já foram há demasiado tempo, ainda que me lembre vagamente deles, já fazem falta sabes? Tu, já fazes falta.


Estamos fisicamente a 1905 km de distância e queres saber uma coisa? É como se todos os dias estivesses comigo, todos. Porque se há alguém que está lá para mim em todos os momentos és tu. Com as palavras certas, com os conselhos de outro mundo e principalmente com a sanidade necessária para me meter os pés nos chão. 


Conheço-te há 2 anos, 6 meses e 10 dias, para ser mais precisa, 924 dias. E continuo a adorar de morte as tuas piadas, os teus dramas, as tuas peripécias e principalmente, a maneira como me fazes rir do nada. Se há coisa que adoro em ti é a tua inteligência e ainda que muitas vezes aches que não a tens, a verdade, é que tens. És talvez das pessoas mais inteligentes que conheci e se for preciso buscar um holofote para que tu também a possas ver, eu irei.

Amo-te, always and forever. Till death do us apart.

12.1.16

If You Were Me || I'm Not a Dancer


Não gosto de dançar. Quando tento dançar pareço o Drake no Hotline Bling. E estas duas frases resumem o quanto eu e a dança somos inimigas. Aveiro kind of desinibiu-me um bocado nesta questão de dançar, não é que antigamente tinha vergonha, simplesmente nunca foi a minha cena dançar. E agora quando danço seja em discotecas ou random na rua porque a música que está a tocar é a minha jam, I don't care pura e simplesmente, não quero saber se danço mal ou se simplesmente sei imitar o Drake. That's me, uma pessoa que não gosta de dançar mas que se tiver de dar um show  em plena Avenida simplesmente não quer saber. Para quê viver a minha vida em função do que as pessoas acham de mim? Se elas acham que eu danço mal? Eu não quero saber, eu sei que danço mal. Se as pessoas me apontam o dedo e dizem "Ela é tolinha". Eu sei, muito obrigada e com muito orgulho.

29.12.15

Os favoritos de 2015

Instagram: @dearleticiaa

2015 foi um ano de demasiadas boas fotos, com diversas pessoas, com diversos momentos aos quais nunca conseguirem esquecer graças ao poder da fotografia. Para mim, a fotografia foi talvez das melhores coisas que foi inventada, adoro fotografar, adoro coleccionar momentos. Por isso, achei que faltaria uma retrospectiva com as minhas fotos favoritas. E aqui estão algumas delas, porque escolher 15 fotos favoritas foi talvez das coisas mais complicadas de sempre. As 15 de 2015, é só clicar no ler mais!

28.12.15

O que não aprendi em 2015


2015 teve o seu lado bom, mas igualmente também teve o seu lado mau. Deixo-vos a lista de coisas que poderia ter aprendido em 2015 mas que simplesmente não aprendi. É só clicar no ler mais!

27.12.15

O que aprendi em 2015


2015 foi um ano poderoso a diversos níveis. Mas foi sobretudo um ano de aprendizagens, de ensinamentos e sobretudo de retrospectivas demasiado importantes. Aqui vos deixo pequenas coisas que me marcaram e que fui aprendendo ao longo de 2015. Cliquem no ler mais para saberem tudinho!